Suporte

Problemas e Soluções

Dados do veículo
Modelo
Alfa Romeo 156
Ano/modelo
1999/99
Identificação e solução do problema
Título do problema
Marcha lenta osclinando - carro parado ou andando
Tipo do problema
Elétrico
Sintomas verificados
Abaixo segue o depoimento de um colega do clube. Apesar do procedimento mencionado como solução ser estranho, outros colegas do Alfa Romeo BR o fizeram e aprovaram, relatando que incrivlemente o motor voltou a ficar como um "veludo". O AlfaromeoBR não se resposabilisa por danos que venham a ser causados pela dica abaixo.
Solução encontrada
Separa-se o problema em duas partes:

a) Oscilação da marcha lenta com o carro parado
b) Oscilação da marcha lenta com o carro em movimento de aproximação acima de 20 km/h com cambio em ponto morto ou pé na embreagem


Tente, primeiramente, identificar em qual caso seu problema acontece.

a) Variação da Marcha Lenta com o carro parado - Sintoma: A marcha lenda do seu motor Twin Spark está a 900 rpm, mas de repente vai para 1500rpm e em seguida cai para 500rpm, depois começa a variar entre estes valores. Em uma sequencia que começa no mais fácil e provável eu checaria:

1) Com uma chave de fenda reaperte a abraçadeira do tubo de borracha da entrada de ar no ponto em que ele se conecta ao corpo da borboleta. As vezes esse tubo fica frouxo e causa entrada falsa de ar quando o motor esquenta e gera variação de rotação.

2) O próximo passo seria soltar novamente esse tubo e afastá-lo para o lado. Aplicar WD-40 sobre a borboleta, deixar agir por um minuto e depois limpar o interior do corpo de borboleta com um pano limpo que não solte fiapos. Monte novamente a borracha da entrada de ar tomando o cuidado para prender firmemente. Nesse caso é saudável reprogramar a marcha lenta.

3) Reprograme a Marcha Lenta fazendo o reset do Módulo de Injeção:
  3.1) Inserir chave no miolo e virar para a última posição antes da partida. Aguarde 90 segundos
  3.2) Voltar a chave para a posição desligada sem tirar a chave por mais 90 segundos
  3.3) Dar a partida sem ligar faróis nem ar condicionado e sem tocar no acelerador por 5 minutos
  3.4) Ligar faróis, ar condicionado, desembaçador ainda sem tocar no acelerador por mais 5 minutos

4) Cheque por uma falha no motor de passo (Atuador) da marcha lenta, soltando o conector que liga esse Atuador, que fica atrás do corpo de borboleta. Com o conector solto, apesar das correções mais precisas da marcha lenta não acontecerem e a luz da injeção acender, se esse for o problema, o sintoma da forte variação involuntária deve parar o você sente uma clara melhora. Nesse caso você terá que substituir a peça, o que é bem comum depois dos 60.000km. Apague o erro do módulo de injeção desconectando o pólo negativo da bateria por 1 minuto e reconectando. Nesse caso você deve reprogramar a marcha lenta como explicado acima.

5) Cheque por uma falha na Sonda Lâmbda, soltando o conector que liga esse sensor. O conector é preto fica preso bem no centro da parede de fogo. Com o conector solto, apesar da performance não ficar boa e a luz da injeção acender, se esse for o problema, o sintoma deve parar o você sente a melhora. Nesse caso substituir a peça. Novamente, apague o erro do módulo de injeção desconectando a bateria e reprograme a marcha lenta.

6) Cheque por uma falha no MAF, soltando o conector que liga esse sensor. O conector fica no tubo de admissão logo acima do sensor. Com o conector solto, apesar da performance também não ficar boa e a luz da injeção acender, se esse for o problema, o sintoma deve parar. Nesse caso substituir a peça, apagar o erro do módulo de injeção e reprogramar a marcha lenta.

7) Desmonte cuidadosamente e limpe a válvula do respiro de óleo, que fica no coletor de admissão, logo após o corpo de borboleta. Você verá que há uma mola e uma agulha plástica que em geral ficam carbonizadas e não fecham adequadamente. Cuidado para não alterar a pressão da mola nem deixar pular a agulha.

8) Procure por vazamentos no tubo que conecta a admissão ao hidro-vácuo.

9) Se a sua correia dentada já foi trocada, vale a pena também re-checar se a mesma foi montada no ponto certo.


b) Variação da Marcha Lenta em movimento de aproximação entre 40 e 20 km/h com cambio em ponto morto ou pé na embreagem - Sintoma: Você está dirigindo numa avenida quando o sinal fica amarelo. Você pisa na embreagem, desengata o carro e deixa que ele vá perdendo velocidade enquanto pisa levemente no pedal do freio, mas de repente a marcha lenta começa a variar involuntariamente. Isso vai piorando e piorando, até que a velocidade do seu carro atinge 20km/h e inexplicavelmente a variação desaparece.

Seguindo recomendação do nosso colega Henrique Segal, fiz algumas leituras no site http://www.alfaowner.com/Forum/alfa-147-156-and-gt/55388-156-wonky-idle-the-fix.html e descobri que a leitura da velocidade do carro é feita pelo sensor do ABS, que por sua vez transmite a informação eletronicamente para o ECU e o Velocímetro.

Do velocímetro retorna um sinal elétrico que desativa o ABS abaixo de 20km/h. Quando o carro vai se desgastando, por algum problema de mal contato ou por alguma falha que acontece na central do ABS, esse sinal elétrico do velocímetro gera uma interferência no sistema, que por sua vez gera essa estranha instabilidade no controle da marcha lenta.

Solução:

Substitua a central de ABS ou simplesmente desmonte o velocímetro e visualize os dois conectores A & B ligados ao mostrador. Corte o fio proveniente do pino 15 do conector “A” e pronto!

Obs.: Este procedimento foi testado e não foi encontrado nenhum mal funcionamento do ABS ou qualquer outro problema proveniente do corte do fio.

Atenção! Não faça o procedimento com o contato ligado, pois A LUZ DO AIRBAG ACENDERÁ e você terá que limpar o erro do airbag na concessionária.
Custo aprox. (R$)
0,00
Data de cadastro
17/07/2009
Dados do relator do problema
Nome
Felipe Lavratti / Adriano Pescuna
E-mail
felipelav@gmail.com
Estado
RS
Cidade
Porto Alegre